A ENFERMAGEM EM OBRAS CLÁSSICAS DA LITERATURA: ESTUDO COM BASE SOCIOLINGUÍSTICA

Onã Silva, Maurício Apolinário, Taka Oguisso

Resumo


Objetivo: a história de uma profissão pode ser contada por quem a vivencia na prática, a analisa ou a imagina. Historicamente, alguns escritores incluíram a enfermagem em suas obras literárias. Objetivo: analisar o ofício da enfermagem, em obras literárias clássicas, utilizando a técnica sociolinguística. Métodologia: estudo histórico com aplicação de análises sociolinguísticas em nove obras literárias que descrevem a enfermagem. Resultados: diálogos das obras referentes à enfermagem, extraídos das narrativas sobre as personagens criadas pelos escritores selecionados, forneceram análises sociolinguísticas. Conclusões: a literatura é um campo histórico importante para o desenvolvimento de estudos que permitirão aprofundar análises sobre a identidade profissional da enfermagem.

Descritores: Enfermagem, História da Enfermagem, Literatura.

NURSING IN CLASSICAL LITERARY COMPOSITIONS: A STUDY BASED ON SOCIOLINGUISTIC METHOD

Objective: A story of a profession may be told by those who live it in practice, analyzes it or imagines it. Historically, some writers have included nursing in their literary compositions. Objective: to analyze the nursing service through classical literature compositions, utilizing the sócio-linguistic technique. Method: historical study through application of the sociolinguistic analysis within nine literary compositions that have described nursing. Results: dialogues from the compositions related to nursing, extracted from those narratives about the characters created by selected writers, have provided a very interesting sociolinguistic analysis. Conclusion: literature is a very important historical field for the development of studies which will allow further analisys on the identity of the nursing professional.

Descriptors: Nursing, Nursing History, Literature.

LA ENFERMERÍA EN OBRAS CLÁSICAS DE LITERATURA: UN ESTÚDIO CON BASE SÓCIO-LINGUISTICA

Objetivo: La historia de una profesión puede ser contada por quien la vivencía en la práctica, la analiza, o la imagina. Historicamente, algunos escritores han incluído la enfermería en sus obras literarias. Objectivo: analizar el trabajo de enfermería en obras literarias clásicas, utilizando-se la técnica sociolinguística. Método: estúdio histórico con utilización de análisis sociolinguísticas en nueve obras literárias que describen la enfermería. Resultados: diálogos de las obras referentes a la enfermería, extraídos de las narrativas sobre los personajes creados por los escritores seleccionados, han ofrecido análisis sociolinguísticas. Conclusiones: la literatura es un campo histórico importante para el desarrollo de estudios que permitirán aprofundar análisis sobre la identidade profesional de enfermería.

Descriptores: Enfermería, Historia de la Enfermería, Literatura.

Texto completo:

PDF

Referências


Oguisso T, Souza Campos PFS, Moreira A. Enfermagem préprofissional no Brasil: questões e personagens. Enferm. Foco. 2011. [Acessado em 3 out 2016]; 2(supl):68-72.

Oguisso T, Souza Campos PF Moreira A. Por que e para que estudar história da enfermagem? Enferm Foco. 2013. [Acessado em 21 out 2016]; 4(1): 49-53.

Soares MI, Vieira NF, Souza Júnior DI, Silva NCM, Resck ZMR. A produção do conhecimento na enfermagem à luz do modelo nightingaleano: uma revisão narrativa. Hist. Enf. Rev. Eletr (HERE). [Internet]. 2014. [Acessado em 11 nov 2016]; 5(2): 239-248. Disponível em: http://www.here.abennacional.org.br/here/vol5num2artigo6.pdf

Silva O, Alves ED, Rodrigues MCS. Liricidad y toque de arte para la producción del conocimiento estético de enfermería – una reflexión poética inspirada en la Teoría de la Complejidad. Cultura de los Cuidados [internet]. 2014. [Acessado em 15 out 2016]; 18(39):14-29. Disponível em: https://rua.ua.es/dspace/bitstream/10045/40063/3/Cultura_Cuidados_39_03.pdf

Pinheiro FT, Mendes F. (2012). As enfermeiras e a enfermagem na época vitoriana segundo a obra de Anne Perry. Hist. Enf. Rev. Eletr (HERE). [Internet]. 2012. [Acessado em 20 dez 2016]; 3 (2): 97-108. Disponível em: http://www.here.abennacional.org.br/here/vol3num2artigo1.pdf

Oguisso T, Silva O. Literatura y enfermería: Fuentes y saberes para investigación en historia. Cultura de los Cuidados. [Internet]. 2017. [Acessado em 10 mai 2017]; 21(47): 129-148. Disponível em: https://rua. ua.es/dspace/bitstream/10045/65770/1/CultCuid_47_11.pdf

Alencar J. O gaúcho. São Paulo: Martin Claret;2014.

Alencar J. Lucíola. 5ª ed. São Paulo: Melhoramentos;2012.

Assis M. Memórias póstumas de Brás Cubas. Rio de Janeiro: Penguim Companhia;2014.

Assis M. Quincas Borba. Rio de Janeiro: Penguim Companhia;2012.

Assis M. Dom Casmurro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira;2007.

Barreto L. Triste fim de Policarpo Quaresma. Porto Alegre: L&PM Editores, 2010.

Azevedo A. Casa de pensão. São Paulo: Editora Ateliê;2014.

Queiroz E. O crime do Padre Amaro. São Paulo: Editora Ática;1989.

Dinis J. As pupilas do Senhor Reitor. 8ª ed., São Paulo: Editora Ática, 1987.

Preti D. Sociolinguística: os níveis da fala, um estudo sociolinguístico do diálogo literário. 9ª ed. São Paulo: Edusp; 2003.

Houaiss A. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva;2009.

Silva MS. O estudo da variação linguística no diálogo de ficção. ANTHESIS: Revista de Letras e Educação da Amazônia Sul-Ocidental. [Internet]. 2014. [Acessado em 7 dez 2016]; 3(5): 1-22. Disponível em: http://revistas.ufac.br/revista/index.php/anthesis/article/download/161/69

Vilela M, Koch IV. Gramática da língua portuguesa. Coimbra, PT: Almedina;2001.

Bechara E. Moderna gramática portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna; 2015.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2017.v8.n2.987

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.